segunda-feira, janeiro 26, 2009

Poema em 3 Atos: {1}












ATO I:
O VERDADEIRO


não precisa ser conhecido,
não precisa gostar do que eu gosto,
nem ter amigos em comum,
não precisa de roupas e apetrechos especiais,
não precisa chamar a atenção,

estar em destaque na sociedade,
seja ela qual for,
não precisa beber,

nem fumar cigarrilhas!

Não precisa ter um fotolog lotado,
não precisa pintar as unhas,
ou se maquiar,
usar correntes,
coturnos,

lentes...
Não precisa conhecer minhas bandas prediletas,
não precisa gostar de dançar ebm,

não precisa ouvir placebo ou 80's songs.

Não quero que tenha apelido para exaltar o ego,
nem aparência do que não é,
não tem que ser popular,
não precisa de óculos de mentira,
nem de orkut com 300 amigos invisíveis!

Não precisa dar festas,
pagar contas,
dar presentes,

ter tatuagem e piercing,
Cabelão ou carequice,
Sobretudo,
máscara,
chapéu,
Roupas militares,

posicionamento político,
credo,
gosto ou simpatia...
[...] pois que a verdade vem de dentro e está em ti...
By me: 18/Sep/2007



4 comentários:

tita coelho disse...

Uau Perfeito!
Beijos

Nasci disse...

Li o texto e pensei "perfeito!". Abri a caixa de comentários e no comentário anterior estava escrito, "perfeito!". Portanto, "perfeito!".

Amiguinha, dá uma olhada neste blog, na postagem do dia 21 estão comentando sobre um concurso de mini contos. Veja se te interessa. http://papodequadrinho.blogspot.com/

Abração

Tyellë disse...

Concordo plenamente...'perfeito'.
e digo mais,não precisa de lero-leros, ser verdadeiro é fundamental...

^^
bjuss

Fabrício Romano disse...

Como é bom silmesmete SER, e não PARECER QUE É.
Mais uma vez, um poema direto, sem firulas euditas garimpadas no dicionário, poema bom é um poema que É.